BEM VINDOS AO MEU CANTINHO ESPECIAL. AQUI VOCÊ ENCONTRARÁ SENTIMENTOS QUE TRANSPIRAM DA MINHA ALMA E SE TORNAM POESIAS. É COM ELAS QUE CONVERSO COM O MUNDO... " ONDE O SONHAR É ETERNO, A ESPERANÇA ESTÁ SEMPRE VIVA E O AMOR SE FAZ PRESENTE EM CADA PALAVRA."





sábado, 23 de abril de 2011

VIDEO

AMIGOS VERDADEIROS


Ser amigo

Muitos são os amigos que vêm, mas poucos são os que ficam. Por que ser amigo é mais que uma companhia: é ser companheiro.

Ser amigo é mais que abraçar. É passar num abraço todo o amor e carinho.
Ser amigo não é estar presente em todos os momentos, mas fazer-se presente quando necessário.
Ser amigo é mais do que ser otimista. É ser convincente.
Ser amigo é mais que sair para curtir nos fins de semana. É estar presente tanto nos momentos tristes quanto nos felizes.
Ser amigo não é perdoar tudo. É saber relevar e compreender, quando possível, as falhas dos outros.
Ser amigo é mais que olhar junto na mesma direção. É olhar um para o outro e ver todos os defeitos e as qualidades, é amar os amigos pelos defeitos e as qualidades.
Ser amigo é se preocupar com o outro e não se importar em ouvir quando está pronto para sair ou quer ficar sozinho: "Vem aqui por favor, estou precisando de você." E ir mesmo com vontade de ficar, sem se arrepender disso.
Ser amigo é ser a esperança de alguém, ser amigo é ser a luz, é ser o guia, o protetor de alguém.
Ser amigo é ser amor, porque ser amigo não basta gostar ou querer bem. Para ser amigo tem que saber amar e saber a pureza e a doçura da palavra amor.
Para ser amigo tem que saber se doar e sentir a felicidade do reconhecimento do amigo, a felicidade do olhar terno e tímido, do abraço forte e agradecido.
Ser amigo é sentir-se amado por amar e ser feliz com o amor de alguém.
Ser amigo é começar ajudando e terminar sendo ajudado, porque amizade é uma troca.
Ser amigo é ser o companheiro de alguém, é ser o que faltava para que tudo fosse perfeito.
( D.A.)

Encontrei esse texto na internet e gostei muito do conteúdo. É nas horas de atribulação que reconhecemos os amigos. Reconheci meus amigos num telefonema, num email, numa palavra, num abraço, numa visita. Reconheci amigos de longe e de perto e agradeço a Deus por cada amigo que tenho...

sexta-feira, 22 de abril de 2011

LÁGRIMAS DE TRISTEZA


Coração em carne viva
deixa a alma entristecida

Partida inesperada
e um vazio imensurado

Morte do corpo
liberdade da alma

Lágrimas sentidas
brotando da dor

Saudade que fica
de uma história que findou

Lucia


Obs: Saudades do meu pai...

terça-feira, 19 de abril de 2011

PODER VER ALÉM


Seria tão mais fácil se pudessemos ver através da máscara,
enxergar sentimentos escondidos no âmago profundo.
Ou então se conseguíssimos ouvir no silêncio,
o som que emana e purifica o mundo.

Ter o poder de ler no fundo dos olhos,
a mensagem secreta que a boca recusa dizer.
Achar um caminho que faça sentido,
interpretar as pistas e sair para viver.

Como eu queria encontrar a resposta,
para cada pergunta que angustia o coração.
Ser indiferente e virar as costas,
para essa tal de paixão.

Lucia Liz


quarta-feira, 13 de abril de 2011

VAGANDO

Vagando em pensamentos,
quantas perguntas me faço.
Mas neste momento,
nenhuma resposta acho.

O tempo tem o poder de clarear,
mas será que é a melhor solução.
Hoje queria a resposta encontrar,
para poder animar meu coração.

Essa ansiedade da alma,
agita e me faz refletir.
Mas preciso de calma,
ou preciso partir.

Lucia Liz

domingo, 10 de abril de 2011

O TEU NOME - Miguel Gameiro

SENSAÇÃO - Bruna Caram

TE VEJO


Mesmo na escuridão
eu consigo te enxergar
Sua luz mora no meu coração
difícil de apagar

A essência desse sentimento
dá sentido ao meu viver
Mesmo diante de qualquer sofrimento
esse amor consigo manter

És sempre luz  não importa o dia
e nem sei o que é solidão
Pois pensar em você é alegria
que se renova dia a dia colorindo a paixão

Lucia Liz



SONHOS


Como que em um sonho, meus braços tentam te alcançar,
mas a distancia é grande, não consigo te tocar.
Grito incansavelmente, mas você não pode me ouvir,
existem outros sonhos que o fazem partir.

Vejo o sol se pondo e a lua a surgir,
ouço o canto dos pássaros num alegre barulhar.
E eu aqui apenas a contemplar,
quisera meus sonhos poder realizar.

Sou como um pássaro esquecido em algum lugar,
o gorjear triste insiste em destoar.
Nada combina com a imagem que se quer notar,
um sonho esquecido e guardado...amanhã volto a sonhar...

Lucia Liz

sexta-feira, 8 de abril de 2011

AUSÊNCIAS

Sem o perfume que embriague os sentidos,
e nada a esvoaçar no vento.
Falta do toque que arrepia a pele,
nenhum suspiro se faz presente.
Sem o gosto do doce mel dos teus beijos,
a ausência se instala na querência.
Os desejos perpetuam o sentir,
mas na ausência tudo deixa de existir.

Lucia Liz



SENTIDO CONTRÁRIO - Isabella Taviani

quinta-feira, 7 de abril de 2011

PALAVRAS DO CORAÇÃO - Bruna Caram

MOMENTO

Um coração dilacerado
num momento acinzentado
por um tempo embriagado
e um destino magoado...

Lucia Liz

PRIMEIROS ERROS - Capital Inicial

Meu caminho é cada manhã
Não procure saber onde estou
Meu destino não é de ninguém
E eu não deixo os meus passos no chão
Se você não entende não vê
Se não me vê não entende
Não procure saber onde estou
Se o meu jeito te surpreende
Se o meu corpo virasse sol
Se a minha mente virasse sol
Mas só chove, chove
Chove, chove
Se um dia eu pudesse ver
Meu passado inteiro
E fizesse parar de chover
Nos primeiros erros
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove, chove
Chove, chove
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria
Mas só chove, chove
Chove, chove
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove, chove
Chove, chove

quarta-feira, 6 de abril de 2011

ESCONDERIJO - Anα Cαnãs

QUISERA

Quisera fazer parte da imensidão dos teus sonhos,
Onde tudo é possível, mas onde eu não existo.
Quisera ser luz perceptível na vasta escuridão,
Ser guia mesmo que por um dia, mostrando lhe a direção.
Quisera espalhar o perfume que embriague lhe a razão,
Apoderar-me dos momentos ternos que aflora do teu coração.

Lucia Liz

terça-feira, 5 de abril de 2011

DESPEDIDA

Quando chega o momento da despedida,
o céu empalidece e perde a cor.
Qualquer lágrima que brota é contida,
para que não molhe as pétalas da flor.

Quando é preciso ir embora,
um grito fica preso na garganta.
Esquece se tudo lá fora,
nada mais faz sentido ou encanta.

O momento é congelado,
e para sempre na memória ficará.
O tempo então é selado,
apenas saudade restará.

Lucia Liz


INTUIÇÃO - Oswaldo Montenegro

PEDAÇOS DE EMOÇÃO


No infinito dos meus pensamentos,
recortes se poem a voar.
Neles vão se sentimentos,
de um coração a chorar.

Desprendem-se da memória,
na esperança de se libertar.
Esquecem-se que fazer parte da história,
registradas na página do amar.

Perdem-se na imensidão,
sem nada procurar.
Levam junto as cores da emoção,
no intuito de outro quadro pintar.

Lucia Liz

SE TU VIESSES VER-ME HOJE À TARDINHA

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços...
Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...
Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri
E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti... 

Florbela Espanca

segunda-feira, 4 de abril de 2011

AS FLORES DE CADA UM


Na igualdade de muitas flores,
uma sempre há de ser diferente.
Diante das mesmas cores,
sempre haverá uma latente.

Mas nem todo olhar poderá enxergar,
pois é preciso sensibilidade.
Os detalhes estão na forma de se olhar,
e no olho da sinceridade.

Quando se quer encontrar uma variedade,
esquecendo de olhar com o coração.
Deixa-se passar a felicidade,
e perde-se totalmente a paixão.

Lucia Liz




domingo, 3 de abril de 2011

A INOCÊNCIA NO SONHAR


Na inocência dos meus sonhos,
Estou sempre a brincar.
Espanto qualquer pesadelo medonho,
Sou como criança saudando cada raiar.

Tenho nos olhos a esperança de um amanhã contido,
Na memória carrego a alegria do ontem vivido.
Desembrulho o hoje com felicidade,
E dele desfruto com muita simplicidade.

Canto para que ouçam na imensidão,
A música da vida que nunca vai cessar.
Todas as notas vêm do coração,
São sensíveis e para ti quero mostrar.

 Lucia Liz

A LUZ QUE ACENDE O OLHAR

sábado, 2 de abril de 2011

SORRISO



Pra vc meu sorriso...com carinho...

O Sorriso é uma conseqüência direta da felicidade.
O Sorriso é a expressão mais bonita que o ser humano tem.
O Sorriso embeleza qualquer pessoa,
independente  de sua aparência.
O Sorriso nos trás forças e esperanças
para lutarmos contra todos os empecilhos.

O Sorriso é universal, tem reflexos por toda parte.
Quando Sorrimos, mostramos que estamos felizes,
de bem com a vida; mostramos que temos esperança
e que não nos deixaremos levar pelos problemas.
Quando Sorrimos passamos a nossa alegria para quem nos ama,
e não damos prazer para quem quer nos ver chorar.
Portanto, SORRIA SEMPRE
para que o amor que está em Você, BRILHE.
(Cris Iris)

sexta-feira, 1 de abril de 2011

DESEJOS

Existem coisas tão simples na vida e que são capazes de nos fazer tão bem, mas nos esquecemos de vê-las e de senti-las. Este poema de Drummond fala um pouco disso, de coisas simples e que fazem parte do nosso viver. Eu desejo a você que visita meu blog uma porção de coisinhas simples, mas que alegram o coração e deixam a vida com um gostinho de quero mais...Te desejo felicidade...  Lucia



DESEJOS


Desejo a vocês...
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho.
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.

Carlos Drummond de Andrade

AMOR PRA RECOMEÇAR - Frejat