BEM VINDOS AO MEU CANTINHO ESPECIAL. AQUI VOCÊ ENCONTRARÁ SENTIMENTOS QUE TRANSPIRAM DA MINHA ALMA E SE TORNAM POESIAS. É COM ELAS QUE CONVERSO COM O MUNDO... " ONDE O SONHAR É ETERNO, A ESPERANÇA ESTÁ SEMPRE VIVA E O AMOR SE FAZ PRESENTE EM CADA PALAVRA."





quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

ESTRELA CADENTE


Estrela cadente

Noite escura, céu iluminado.
Estrela cadente cortando o infinito,
deixando tudo mais bonito...
Eu no meu canto bagunçado,
observando a estrela, insisto.
Um desejo derrepente é solicitado,
Em segredo é guardado.
Quem sabe no Natal será realizado...

Lucia Liz

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Imagine Me With Out You

UM DIA TRISTE


Deste dia nebuloso
Eu queria me esconder
Fingir que era outra
Não deixar ninguém me perceber

Queria poder represar minhas lágrimas
Impedindo as de escorrer
Colocar um sorriso no rosto
E me deixar transparecer

Sentir o pulsar do coração
De alegria e não de sofrer
Queria poder te dar as mãos
Ficar junto até envelhecer

Queria poder voltar no tempo
Para poder entender
Onde foi que eu errei
Por que foi que perdi você

Mas esse dia vai passar
Amanhã o sol novamente sairá
Só ficarei com a saudade
No meu peito a machucar

Hoje só foi mais um dia
Que senti o mundo desabar
Logo junto os escombros
E coloco tudo no lugar

Afinal tenho que aprender
Que passado não voltará
Nossa história teve um ponto final
Mas esqueci desse livro fechar

Lucia Liz

sábado, 11 de dezembro de 2010

TARDE DE CHUVA


Cheiro de mato molhado invadindo meu sentir
Gotas escorregando ao chão formando imagens lindas de se ver
E ao fundo uma melodia que acalenta o entristecer
Ingredientes fundamentais para uma cena tecer

É neste clima mágico que percebo o entardecer
E como magia me deixo de tudo esquecer
Para nesses momentos ver a vida florescer
Sou como a chuva e preciso reviver

Olhos inundados pela beleza que posso merecer
Coração pulsa forte diante do prazer
Pensamentos de alegria me acompanham como dever
Permaneço nesse sonho até adormecer

Lucia Liz

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

TOQUE IMAGINÁRIO


Na leveza dos teus dedos

encontro uma terna tangência,

que faz aflorar a magia

e me remete a um mágico acordar...

Lucia Liz

domingo, 5 de dezembro de 2010

VIVO SONHANDO

Sou a que por ti vive a sonhar
Mirabolantes fantasias a desejar
A que te vê nas estrelas do céu
E para quem se desnuda do véu

Sou quem por ti faz orações
E quem por ti daria a vida
Dentre todas as razões
A minha lhe é cedida

Sou quem por ti morre de paixão
E ama com alma e coração
Quem lhe espera em segredo
E sem nenhum medo

Sou teu pedaço perdido
E no universo esquecido
Permaneço em eterna vigília
Sonhando com o chegar do dia

O dia em que poderei te abraçar
Provar dos teus beijos e te tocar
Me tornar a lua em única fase
E conhecer as estrelas em êxtase
Lucia Liz

sábado, 4 de dezembro de 2010

PEDAÇOS DE MIM

No âmbito do meu esconder
Vou juntando os pedaços de mim
Tentando amenizar esse triste padecer
E na minha angustia por um fim

Na escuridão procuro uma luz
Que ilumine e me faça achar a razão
E assim poder me livrar dessa cruz
Que é viver com a solidão

A solidão de viver sem meu amor
Que atormenta e me faz perder o juízo
Estou inerte e morrendo de dor
Do teu calor é o que mais preciso

Sem você me fiz em pedaços
Não me reconheço e nem sei como me achar
Pensei estar segura em teus braços
Enganei-me, estou sozinha nesse caminhar

Lucia Liz 

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

AMA-ME

Você está distante, além mar
Mas tem o poder de me atormentar
Apropria-se da minha mente
Deixando-me num querer evidente

Pensamento viaja para perto de ti
Na ânsia de querer-te para si
Hipnotizada pela sedução
Despeço-me da razão

Num lampejo espontâneo
Que o momento me impele
Diante de um ultraje momentâneo
Sinto o eriçar da minha pele

Vejo-me imaginado suas carícias
E o gosto dos teus beijos
E sem nenhuma malicia
Surpreendo-me em desejos

Que bom seria meu sonho realizar
Perto de ti um tempo ficar
Conhecer teu jeito arteiro
Provar-te por inteiro

Pois na querência que me provoca
Voraz é minha paixão
Teu olhar firme me convoca
A cair em tentação

Preciso achar a chave certa
Para abrir teu coração
Depois que ela estiver aberta
Ter-te em minha mão

Enquanto contigo não mexo
Sou esperança no amanhecer
Estou feliz e não me queixo
Um dia há de me perceber 

Lucia Liz
 

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

DIVAGAÇÕES


O sereno da noite umedece minha veste
enquanto o vento entoa uma cançao
e eu nesse caminhar que me apetece
vou ludibriando meu coração

A estrada está deserta
e a saudade machuca a alma
ainda diante de razões incertas
é a emoção que me salva

A noite é longa e inquieta
e o momento todo aprisionado
no sonho que me resta
mas é por ele que sou guiado

Não importa o vagar do pensamento
nem o tempo que vai durar
estou presa a esse sentimento
sem hora certa para acabar

Lucia Liz

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

EU E VOCÊ



Te sinto

Te imagino

Te sonho

Te trago para perto

Na piscada do meu olhar

Te vejo

Te inspiro

Te deduzo

Te ouço na canção

Tocada pelos ventos a vibrar
Lucia Liz

domingo, 21 de novembro de 2010

SÚPLICA


Súplica

Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.

Miguel Torga

CENA DE AMOR



Constelações mil
numa dança iluminada
seresta da noite
amor da madrugada
num lampejo, um beijo
e a mudança de cenário
num acorde, o clarear
e o desvendar do imaginário
e nos olhos coloridos
o enigma do amores
docemente vividos
entre estrelas e flores

                                          Lucia Liz

sábado, 20 de novembro de 2010

CORAÇÃO NA MÃO



Coração na mão

Por trás da fortaleza tem alguém sensivel
com medo da entrega do coração
alguém com medo da paixão
de se ferir por causa de uma ilusão

A dor da perda é imensa
não sei se aguentaria
ver o coração sangrando
e a alma definhando

Talvez por medo deixe de viver
mas como aprender
se meu coração é assim
e já sofre pensando no fim

Minha sensibilidade vai além do que possa imaginar
Sonho e viajo até onde não possa estar
flutuo nos teus versos
e vou sempre te encontrar

Lucia Liz

A JOURNEY OF THE HEART

SE NÃO FALAS


SE NÃO FALAS

Se não falas, vou encher o meu coração
Com o teu silêncio, e agüentá-lo.
Ficarei quieto, esperando, como a noite
Em sua vigília estrelada,
Com a cabeça pacientemente inclinada.


A manhã certamente virá,
A escuridão se dissipará, e a tua voz
Se derramará em torrentes douradas por todo o céu.


Então as tuas palavras voarão
Em canções de cada ninho dos meus pássaros,
E as tuas melodias brotarão
Em flores por todos os recantos da minha floresta.

Tagore

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

EXISTÊNCIA


Existência

Na beleza que extasia

na simplicidade que emociona

nas cores que meu olhos reluz

reverencio teu existir....

Lucia Liz






quinta-feira, 18 de novembro de 2010

ALMA EM OUTONO


Dias acinzentados e sem cor
num longo outono, esquecida
sentindo falta de calor
parece estar sem vida

Mas logo vem a primavera
e com ela a renovação
e o presente por tão longa espera
é o surgir de uma paixão...

Lucia Liz


quarta-feira, 17 de novembro de 2010

AMAPOLA


AMAPOLA

                                   Enquanto a noite dorme

                                   Amapola penetra em gotas

                                   Na profundidade dos sentidos

                                   Fazendo da emoção uma dimensão

                                   Jamais conhecida a fundo

                                   Nunca atingida em formas

                                   Apenas pressentida em sonhos

                                   E de repente, noturnamente sabida

                                   Através da mais pura emanação

                                                                                  Otávio Coral

ESPERANÇA


Do outro lado do rio mora um anjo
um anjo azul da cor do céu
que sabe que eu o espero

Um anjo cheio de amor
guardados para me dar
quando aqui chegar

Do outro lado do rio mora um anjo
com lábios açucarados
a quem eu vou beijar

Ele sabe que preciso dos seus beijos
para poder me alimentar
e sem eles não posso ficar

Do outro lado do rio mora um anjo
por quem morro de amor
e espero com fervor

Esse anjo não demora
vem me buscar
e juntos vamos caminhar...

Lucia Liz

terça-feira, 16 de novembro de 2010

ENIA & KITARO - Storms in África

VASO QUEBRADO


Vaso Quebrado

Pessoas são como vasos
que uma vez quebrados
nem mesmo juntados
deixam de ser pedaços colados

Pode se colar os cacos
com qualquer cola potente
mas nunca mais será vaso intacto
será sempre diferente

As marcas que as quedas deixam
são como feridas abertas
adormecem , mas nunca passam
tornam se cicatrizes eternas

Lucia Liz





segunda-feira, 15 de novembro de 2010

SEMANA


Para um preso, menos 7 dias
Para os felizes, 7 motivos
Para os tristes, mais 7 dias
Para a esperança, 7 novas manhãs
Para a insônia, 7 longas noites
Para os sozinhos, 7 chances
Para os ausentes, 7 culpas
Para os empresários, 25% do mês
Para os economistas, 0,019 do ano
Para o pessimista, 7 riscos
Para o otimista, 7 oportunidades
Para a terra, 7 voltas
Para cumprir o prazo, pouco
Para criar o mundo, o suficiente
Para uma gripe, a cura
Para a história, nada
Para a vida....Tudo!
Faça de cada dia da semana um dia especial!

(Desconheço a autoria)


TIMIDA - ROUPA NOVA

COMO PÉTALAS DESTINADAS AO TEMPO


Como pétalas destinadas ao tempo

Nas andanças que o tempo realiza
onde o destino cumpre seus desígnios
sentimentos atordoados deslizam
e tocam o chão em delírios

Caem como pétalas de rosas desfeitas
em súplicas ao vento pedidas
percebe-se totalmente imperfeita
e no momento totalmente esquecida

já não consegue viasualizar aquela mão
que antes a acariciava e por ela vivia
aos poucos a cor empalidece e já sem função
perde sua beleza e magia

a vida lhe escoa como por entre as gotas de orvalho
e na confusão dos seus pensamentos
aceita sua condição como um simples retalho
antes pétalas de rosa, agora ser dos esquecimentos

Lucia Liz  

domingo, 14 de novembro de 2010

ORQUIDEA


Quanta beleza e magia pode se ver numa flor e quando essa é ofertada de coração mais ainda. A flor branca significa pureza, segredo, humildade, silêncio...E é na magia dessa flor que sinto seus encantos, seus mistérios, sua sensibilidade...


"AMAPOLA" - Nana Mouskouri

A DERIVA


Um alguém a deriva
tentando um porto seguro encontrar
uma busca cansativa
da qual não consegue se esquivar

 
Ve inúmeras miragens somente
lá no longinquo horizonte
fecha e abre os olhos novamente
e nada ve além de altos montes

 
Talvez esteja perdida em devaneios
sonhando o que não se deve sonhar
mas são partes dos seus anseios
como pode isso lhe negar

 
Mas enquanto terra firme não consegue pisar
vai remando seu barco solitário
tentando a um lugar chegar
mesmo que esse seja um lugar ilusório
 
Lucia Liz

sábado, 13 de novembro de 2010

terça-feira, 9 de novembro de 2010

MEU LUGAR ENCANTADO


É AQUI QUE PRECISO ESTAR
QUANDO VOCÊ SE APAIXONAR
AQUI QUERO TE LEVAR
E SEU SONHO REALIZAR
NESSE MÁGICO LUGAR
QUERO TER AMAR
SUAS CARÊNCIAS SACIAR
E SEUS DESEJOS MATAR

Lucia Liz

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

PERFEITA SIMETRIA


Numa viagem sem volta
com o espaço delimitado
sinto o coração dominado

As noites são de sonho
Os dias de alegria
E os momentos de plena magia

E nessa perfeita simetria
dos corações apaixonados
seres são unificados...


Lucia Liz

domingo, 7 de novembro de 2010

VIESTE



Uma das mais belas músicas que conheço...Vieste de Lenine...

DELÍRIOS


Sussuros de corações pulsantes
na magia que envolve os amantes
lampejos de olhos fulgantes
iluminanado singelos semblantes

Plumas pairam no ar suavemente
embelezando a cena da paixão
almas em transes pulgentes
realçando as cores da alucinação

Entre beijos e envolventes fantasias
entrelaçados nas teias da transformação
o segredo da vida permeia alegrias
na grandeza pura de uma paixão
Lucia Liz

ANJO SEM ASAS



Lá onde ninguém pode chegar
dizem morar um anjo esquecido
tudo porque foi se apaixonar
por um ser proibido

Por causa de tal indolência
com o castigo suas asas perdeu
hoje vive na impaciência
esperando o que pode ser seu

Seus poderes deixou de usar
e na Terra vive a esperar
o ser que o enfeitiçou
e que ele tanto amou

Suas asas simbolizam a cor
Trancafiado em seu coração
por isso que sem o amor
perdemos toda a emoção...
 
Lucia Liz

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

THE PROMISE - TRACY CHAPMAN



A promessa
Se você esperar por mim,
aí eu voltarei pra você.
Ainda que eu tenha viajado tão longe,
eu sempre
guardarei um lugar pra você no meu coração,
se você
pensar em mim,
se você sentir minha falta de vez em
quando,
aí eu voltarei pra você,
eu voltarei e
completarei o espaço no seu coração,
lembrando do seu
toque,
do seu beijo,
do seu abraço apertado, eu
acharei meu caminho de volta pra você,
se você estiver
me esperando,
se você sonhar comigo,
como eu sonho com
você,
num lugar quente e escuro,
num lugar onde eu
possa sentir os pulsos do seu coração,
lembrando do
seu toque, do seu beijo,
do seu abraço apertado,
eu
acharei meu caminho de volta pra você,
se você estiver
me esperando,
eu tenho ansiado por você e desejado ver
teu rosto,
teu sorriso,
de estar com você onde você
estiver,
lembrando do seu toque,
do seu beijo,
do seu
abraço apertado,
eu acharei meu caminho de volta pra
você,
por favor,
diga que você estará me esperando,
juntos de novo,
seria maravilhoso estar em teus
braços,
onde todas as minhas viagens acabam,
se você
puder fazer uma promessa
se for a que você vá cumprir,
eu juro voltar pra você,
se você me esperar e disser que
guardará um lugar pra mim no teu coração.

MINHA ESSÊNCIA


...na pura e majestosa essência da escrita
como que em uma passagem secreta
revelo segredos e mistérios
tornando-a uma cerimônia completa

alegrias e dores do coração
marcas e lamentos de uma história
da memória saem os pensamentos
que no papel viram eternas memórias

sou lágrimas de toda cor
nebulando anjos sem asas
poeira em branca estrada
polem transportado da flor

nas linhas perdidas transcritas
um pouco da vida fragmentada
na minha visão ilicita
poesia inacabada...


Lucia Liz

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

MÚLTIPLOS ENCANTOS


Flores coloridas enfeitando o lugar
a lua e as estrelas num alegre iluminar
o orvalho da noite para o amor brindar
e como melodia o som do vento a soprar

Tudo em harmoniosa sintonia
numa inquieta euforia
na esperança de chegar o dia
motivo da minha maior alegria

Vestido branco esvoaçante
pés descalços a sentir o chão
na mente um desejo ardente
o de poder tocar seu coração

Assim como magia irradia
felicidade pelos quatro cantos
fazendo festa e muita folia
para presenteá-lo com mil encantos...
 
Lucia Liz

terça-feira, 2 de novembro de 2010

ESPERA


...talvez eu passe a vida toda aqui
inerte a te esperar
mas não posso ter outro pensamento
enquanto meu coração não mudar
nada mais tem sentido
desde que você se foi
a vida se perdeu pelo caminho
ficou sem rumo, sem direção
e o eixo o qual eu seguia
deixou de ter razão
qualquer que seja meu passo para o futuro
é no passado que minha alma permanece
presa sem cela, sem grade, vazia
mas estática, sem reação
talvez algum dia perceba
que o tempo é seu maior vilão
por mais que espere os dias
esses vão passar em vão
e a eternidade acontecerá
apenas no meu coração....
Lucia Liz

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

MOMENTOS DE DOAÇÃO


Momentos na imensidão
pelos amantes desejados
noite de plena doação
em eterna comunhão

Inexplicável magia
na força de um furacão
grande sintonia
no ápice da emoção

Corpos seduzidos
pela leveza do tocar
sussuros ao vento
divulgando o amar

Translúcidos envoltos
como na arte de pintar
palavras balbuciadas
como num lindo versejar

Como que em febre sutil
e no calor das carícias
em extase com muitas cores
colorindo nossos corpos de amor

Me perco nessa trilha
onde me entrego por inteira
na minha pele sua impressão
registrada com o suor da paixão


Lucia Liz

domingo, 31 de outubro de 2010

BORBOLETA AZUL


Distraída num canto da janela observo o balançar do capim
Derrepente meus olhos percebem uma linda borboleta no jardim
Que calmante desliza sobre o canteiro de jasmim
Seu valsar me enfeitiça e eu a quero só para mim

Ali me vejo hipnotizada como que em completa sedução
E a cada volta que ela da aguça mais minha imaginção
Começo a sonhar acordada diante daquela visão
E por um tempo sinto a liberdade na palma da minha mão

Confesso senti inveja daquele lindo ser alado
Das asas que lhe concedem o poder por mim invejado
Apesar da sua vida curta tem seu desejo realizado
Deixa o casulo, fica livre e sai um ser apaixonado

Ah! borboleta, borboleta da cor do céu anil
Que inveja sinto da sua liberdade
És livre, do casulo fugiu
E agora voa em total felicidade!!!!

Lucia Liz

sábado, 30 de outubro de 2010

SEDUÇÃO


Embriagada pelos teus beijos
Viajo desvendando seu ser
Seduzida pelos seus desejos
Me entrego totalmente ao prazer

Seu perfume entorpece minha alma
E nos toques que deslizam suavemente
Tudo que era insano se acalma
Num longo lutar envolvente

Nesse amor incandescente
Que aflora como vulcão
Nos amamos suavemente
Numa louca e terna paixão

Assim como em magia
O momento se eternizou
E na mais profunda alegria
Todo o amor se profetizou

Lucia Liz

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

DEVANEIOS


Imersa em devaneios
viajo sem perceber
em busca dos meus anseios
para poder viver
em meio a palavras soltas
jogo meu pensar
todas as caricias envoltas
na arte de sonhar
percebo agora o limite
do incontrolável desejar
que vagando ainda insiste
um novo destino encontrar

                                                          Lucia Liz

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

QUISERA


Quisera

Quisera poder levantar a cabeça e gritar
Palavras presas na garganta formando nó
Pensamentos sem rumo a vagar
Dos gemidos da alma causando dó

Quisera poder abrir o olhos e enxergar
O infinito no horizonte do entardecer
A beleza das cores das flores a vibrar
Convidando meus olhos a ver

Quisera poder abrir os braços e sentir
A querência vibrante da pele a emanar
Ternamente um divino som ouvir
Ritmado do coração a pulsar

Quisera poder experimentar o sabor
Dos mais quentes beijos apaixonados
Me entregar aos desejos de amor
Nos momentos de trocas igualados

Quisera poder um sonho sonhar
Sonho sem tristeza e sem agonia
Sem tempo marcado para acabar
Que possa trazer de volta a alegria

Quisera poder inventar
Um jeito de você saber
Que não vivo sem te amar
Será que é dificil de entender ...

Lucia Liz

domingo, 24 de outubro de 2010

SILÊNCIO DA ALMA

Fecho olhos pra apagar
A imagem que me faz chorar
Me calo para não dizer
Que sua ausência me faz doer

O silêncio, a alma anuncia
Depois da sofreguidão
O corpo em agonia
Perdeu toda a razão

A cor empalideceu
Por que os sonhos desapareceram
No caminhar se perdeu
E as palavras emudeceram

E no vazio dos momentos
A tristeza se fez presente
Enrugou os pensamentos
Fez o amor dormente

E no silêncio da alma
Só um som se pode ouvir
O pulsar que tira a calma
E do coração o sentir...

Lucia Liz




domingo, 17 de outubro de 2010

VERMELHO INCANDESCENTE



A mais bonita e singela flor
Existentes no meu jardim
Aquela com muito mais cor
Só para se lembrar de mim


Das estrelas a mais brilhante
Que enfeitam o lindo céu
Para que fiques mais radiante
E mais doce que o mel

Dos perfumes o mais intenso
Que inspirem o desejar
Para que encontre o consenso
E volte a me amar

Das palavras a mais verdadeira
Que se possa encontrar
Pra que de novo me queira
Descortinando o desejar

Dos sentimentos o mais precioso
Que eu possa ofertar
O que sinto é o muito valioso
Não dá mais para negar

Das cores a mais quente
Representante de muito valor
Vermelho Incandescente
Sinal do meu grande amor!
Lucia Liz

sábado, 16 de outubro de 2010

RUÍNAS




RUINAS

O tempo implacável deixou em ruinas
o sentimento que existia no coração
levou consigo toda beleza dos dias
que permeava a vida e a emoção
só restou resquícios do que outrora era paixão
o descaso atingiu os alicerces
a corrosão enferrujou as bases
a tristeza apagou o colorido
e o que antes era firme e brilhante
transformou-se em cacos desbotados
hoje o que se vê são recortes de lembranças
escondidos no esquecimento da ilusão....
Lucia Liz

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

CAMINHAR



Caminhar é preciso para em algum lugar chegar
Nem sempre são floridos ou fáceis de se andar
As quedas são constantes, podemos nos machucar
Mas desistir diante de um obstáculo é parar de sonhar...
Lucia Liz

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

FELICIDADE


Abro as janelas e vejo pássaros a voar
No céu nuvens num lindo desenhar
E no jardim flores a balançar

Me encanto com meu novo perceber
Enxergo coisas que antes não conseguia ver
Foi como um despertar ao amanhecer

Saio descalço na relva ainda molhada
Com um sorriso no rosto e mais nada
Sentindo o cheiro da terra suada

Experimento uma mágica sensação
Que faz bem ao meu coração
E me traz de volta o sentir da emoção

Entendo que deixo escapar em minha vida
Momentos de beleza e alegria contida
Reflexos da corrida do dia a dia

Não é necessário muito para a felicidade
Ela está inserida na maior claridade
Basta olhar e sentir com vontade...



Lucia Liz

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

DESEJO

 
DESEJO


OLHOS DENUNCIANDO A PAIXÃO
CAMUFLADA PELA RAZÃO
O CORPO O DESEJO A EXALAR
SUAVES MOVIMENTOS PARA AMAR

GESTOS CONFUNDEM A VISÃO
SUSSUROS AUMENTAM O QUERER
CORAÇÃO EXPLODE EM EMOÇÃO
E O AMOR ENTÃO SE FAZ VALER

DELICADA E HARMONICA UNIÃO
NO TEMPO EM GRANDE CONSPIRAÇÃO
SENTIMENTOS COMO TEIA A TECER
A INFINITA VIAGEM DO PRAZER...

domingo, 26 de setembro de 2010

PENSAMENTOS




 
PENSAMENTOS

Debruçada na janela
Olhando a chuva fina a cair
Deixo o pensamento viajar
Me vejo em outro lugar
Flores a balançar com o vento
Pássaros livres a cantar
Pessoas felizes caminhando
Sem preocupação a conversar
É mágico esse momento
Me recuso a voltar
Quero permanecer sonhando
É aqui que quero ficar
Mas o tempo passa
E alguém me chama
Preciso acordar
Que bom fazer viagens
Sem bagagem levar
Mesmo que não seja de verdade
Sempre se pode aproveitar
Meu pensamento quer liberdade
Minutos para inventar
Instantes de felicidade
Como é bom sonhar!

Lucia Liz

 



 

domingo, 19 de setembro de 2010

O MUNDO INVISÍVEL DA SOLIDÃO


O MUNDO INVISÍVEL DA SOLIDÃO

Parada num canto esquecida
Olhando na mesma direção
Por um longo tempo distraída
Sem demonstrar nenhuma reação

Seus olhos estão molhados e tristes
Seu pensamento vagando sem razão
Seu ombro caído insiste
Em permanecer perto do chão

Sua cor empalidece o ambiente
É um canto de pura solidão
E dor é tudo que ela sente
Parece estar em depressão

Pessoas passam todo momento
Mas ninguém a consegue ver
Nem mesmo o gelado vento
Foi capaz de perceber

Assim por muito tempo ela fica
Num quase que transe total
Não há nada que se explica
Essa morte estranha e fatal

Sem vida o corpo que a veste
O vazio da alma que a entristece
Derrepente se levanta e sai
Abaixa a cabeça e vai

De volta ao invisível mundo
De onde não há como fugir
Mas com um sentir profundo
Já pensa em reagir...

Lucia Liz

     Quantas pessoas se encontram no mundo da solidão e nós nem percebemos, muitas vezes podemos se uma luz nesse mundo sem cor...Basta olhar melhor...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

ARTE DE AMAR


ARTE DE AMAR

CHUVA FINA BRINDANDO O DIA
CHEIRO DE TERRA MOLHADA A PERFUMAR
CORAÇÃO PULSANDO COMO GUIA
PARA SEU PRÍNCIPE ENCONTRAR
POR ESSE MOMENTO SEMPRE ANSEIA
COM GRANDE BELEZA NO OLHAR
CORPOS ENVOLTOS COMO TEIA
QUANTA PAIXÃO SENTE NO AR
A CANÇÃO DO VENTO PARA DANÇAR
CÉU A TESTEMUNHAR
O ESPETÁCULO DA VIDA
A SE ENTREGAR
NA SUBLIME ARTE DE AMAR...
Lucia Liz

terça-feira, 14 de setembro de 2010

BRINCAR DE CRIANÇA


BRINCAR DE CRIANÇA

SINTO SAUDADE DE UM TEMPO
QUE NUNCA MAIS VOLTARÁ
DO TEMPO QUE EU ERA CRIANÇA
FELIZ SEMPRE A BRINCAR
NÃO EXISTIA MEDO DA RUA
DE GENTE ESTRANHA NO PORTÃO
TODO MUNDO BRINCAVA JUNTO
NÃO HAVIA CONFUSÃO
CASINHA, PIQUE-ESCONDE, AMARELINHA
BOLA, BONECA, PIÃO
NINGUÉM LEMBRAVA DA TELEVISÃO
AMIGO ERA O QUE NÃO FALTAVA
TRISTEZA NINGUÉM SENTIA NÃO
TODO MUNDO SE DIVERTIA
INDEPENDENTE DA CULTURA QUE TINHA
NÃO SE FALAVA EM DISCRIMINAÇÃO
TUDO ERA BELO E GOSTOSO
ATÉ NO PARTILHAR O PÃO
HOJE NINGUÉM MAIS BRINCA
É TODO MUNDO QUERENDO SER GRANDÃO
NADA PARA LEMBRAR DE BOM
QUE TRISTE ILUSÃO
QUE FALTA SENTIRÁ O CORAÇÃO...

Lucia Liz

domingo, 12 de setembro de 2010

SER FELIZ



                    Ser Feliz

Tem dias que gente enxerga e começa a entender
Que o grande barato da nossa vida está exatamente na forma de ver
O corre corre do dia-a-dia nos impede de perceber
Coisas que só o coração é capaz de CONCEBER!!!


Basta prestar atenção no simples e escondido querer
A felicidade sempre está no meio daquilo que nos custa crer
Não esqueça nunca que ser feliz é nosso dever
Abra seus olhos e comece hoje a SER!!!


Seja feliz por inteiro e não deixe de acolher
Os que fazem da vida um eterno sofrer
Ensina lhes o grande segredo do viver
Que é a vida sempre MERECER!!!

                                Lucia Liz

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

ENORME AMOR DESMEDIDO




 Enorme AMOR Desmedido


Carrego em mim um amor enorme,
Desses que raramente se pode encontrar...
Isso faz com meu coração não se conforme,
Com essa sina que é te amar...

O peso desse amor desmedido,
Acorrenta minha alma e faz feridas...
Me deixa com um ar sempre sofrido,
Muito dificil encontrar saídas...

Carrego em mim uma paixão enlouquecedora,
Dessas que nos faz perder o juízo,
Acabo me tornando até pecadora,
Pensando não existir paraíso...

Mas num dado momento penso,
O que posso fazer pra curar esse mal...
E o arrependimento vem imenso,
Afinal, o amor de certa forma nos faz imortal...

E volto aos pensamentos de antes,
Aqueles que para alguns é fatal...
Prefiro continuar a ser mais um dos errantes,
Nesse mundo que nos faz mortal...

Lucia Liz

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A IMAGEM NOS MEUS OLHOS


Trago refletidos em meus olhos a imagem da solidão. Pois quem eu amo partiu para longe e carregou meu coração.
Trago refletido em meus olhos a imagem da saudade. Pois quem eu amo foi embora, me deixou sem piedade.
Trago refletido em meus olhos a imagem da tristeza. Pois quem eu amo na partida levou toda a beleza.
Trago refletido em meus olhos a imagem da confiança. Pois nunca deixo de acreditar que um dia pode voltar e mantenho minha esperança.
Trago refletido em meus olhos a imagem do amor. Pois é através dele que meus olhos possuem cor!!

Lucia Liz